Tags

,

(Beatriz Coutinho)

 Beatriz Coutinho - A luta da ciência e da humanidade

No livro A luta da ciência e da humanidade, R. K. Sparks nos leva a uma futurística Seatlle, onde conta a história de Tom. Trata-se de uma sociedade em que os pais conseguem determinar com precisão o sexo, a aparência e a inteligência de seus filhos, os quais acabam por crescer mesquinhos e competitivos, todos muito egoístas.

Na verdade, a história de Tom é um pouco diferente. Após ser violentada e com medo de voltar para casa, sua mãe foge grávida para uma cidade menor, pois, sem dinheiro nem emprego, não conseguiria pagar pelo privilégio da escolha; seu filho se tornaria um pária naquela metrópole. Afastado dali, Tom nasce, cresce e, quando sua mãe morre, decide voltar a Seattle à procura de emprego. Sparks faz questão de deixar as diferenças entre Tom e os outros garotos de sua idade bem nítidas, dando a seu protagonista uma essência muito mais pura.

A história se desenrola. Tom conhece outras pessoas e decide compartilhar suas opiniões. Apesar de algumas delas apoiarem o garoto, grande parte se vira contra ele. O governo, calculando a possibilidade de um caos, o ameaça e, assim, Tom recruta seus seguidores e eles se isolam em uma pequena cidade. Lá eles criam uma escola novamente voltada aos alunos.

K. Sparks dá uma visão inovadora em relação à escolha genética e valoriza a humanidade de um jeito muito tocante ao longo de toda a narrativa. É uma lição que deve ser assimilada e jamais esquecida, a importância de sermos nós mesmos.